DSCF7208.jpg

Pós graduada em Fotografia pelo Espaço F/508 de Cultura (Brasília/DF e Lisboa/Portugal), Melissa Warwick iniciou a sua trajetória na fotografia em 2007, durante uma temporada de estudos em Barcelona. Já de volta ao Brasil, passou a trabalhar como fotógrafa profissional em Aracaju e no interior do Nordeste, sobretudo em projetos com foco em turismo, economia criativa e cultura local. Desde então, seu trabalho circulou em mostras por diversos estados brasileiros, além de países como Espanha, Áustria e Irã. Em 2015, Melissa foi uma das coordenadoras da Mostra Coletiva do Fórum de Artes Visuais, na Galeria J. Inácio, em Aracaju e, no ano seguinte, representou o estado de Sergipe no Festival de fotografia "Encontros de Agosto", em Fortaleza (CE). Em 2018, foi citada na matéria "Uma seleção de fotografias feitas por brasileiras” no jornal El País Brasil.

Ao longo das suas andanças por um Brasil profundo, Melissa desenvolveu a série fotográfica "É Tudo Fachada”, que busca explorar poeticamente a arquitetura característica das casas populares do nordeste brasileiro. Com este projeto, a fotógrafa foi premiada em 2o lugar na 6a edição do Festival Floripa na Foto (SC); pré-selecionada para o Festival Paraty em Foco (RJ), convidada para expôr na 5a edição do Pequeno Encontro da Fotografia, em Olinda (PE) e, em 2021, foi contemplada com uma exposição individual no Centro Cultural de Aracaju, projeto apoiado pelo edital “Janela para as Artes”, proposto pela Prefeitura de Aracaju, via Fundação Cultural Cidade de Aracaju - FUNCAJU, com recursos da lei Aldir Blanc. 

Ainda em 2021, foi uma das três premiadas na 5a edição do BC Foto Festival (SC) e selecionada para integrar a rede Mulheres Luz, projeto nacional que tem como objetivo difundir e democratizar o acesso a conteúdos produzidos por fotógrafas no Brasil. Atualmente, Melissa é membro da Rede de Produtores Culturais da Fotografia no Brasil e colaboradora do @everydaybrasil, projeto que visa documentar o cotidiano do país por meio da fotografia. Em março de 2022, foi condecorada com a Medalha do Mérito Cultural Inácio Joaquim Barbosa em reconhecimento pelos seus préstimos à cidade de Aracaju, capital de Sergipe. 

Contato & Orçamentos